Secretaria de Educação de ST escolhe livros didáticos

A Secretaria de Educação de Serra Talhada (Sest) realizou, este mês, o momento da escolha de livros didáticos para o triênio de 2014 a 2016 das escolas da rede municipal de ensino pelo PNLD (Plano Nacional do Livro Didático). O encontro reuniu professores, coordenadores e técnicos responsáveis por pensar e executar o plano de desenvolvimento […]

28 de agosto de 2013 | 12:55

A Secretaria de Educação de Serra Talhada (Sest) realizou, este mês, o momento da escolha de livros didáticos para o triênio de 2014 a 2016 das escolas da rede municipal de ensino pelo PNLD (Plano Nacional do Livro Didático). O encontro reuniu professores, coordenadores e técnicos responsáveis por pensar e executar o plano de desenvolvimento educacional do município. O setor vem somando novos investimentos e incentivos na gestão do prefeito Luciano Duque, como climatização de salas, extensão do sistema de ensino em tempo integral e construção de novos centros educacionais, principalmente, para atender a pré-escola.LIVRO 1

 O encontro aconteceu na Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada (Fafopst) e foi coordenado pelo secretário de Educação, José Edmar Junior, com o apoio da equipe técnica e diretorias pedagógicas e de ensino e aprendizagem da Sest. “O encontro focalizou, principalmente, no destaque à importância do trabalho em parceria. Todos os presentes ratificaram o compromisso para trabalhar durante os próximos três anos visando, primordialmente, a qualidade do ensino que irão oferecer aos nossos alunos”, ressaltou Edmar Júnior.

Na oportunidade, os professores traçaram uma análise minuciosa da qualidade dos livros de Português, Inglês, Matemática, Ciências, História e Geografia que as editoras distribuíram para o município. Ao final, deram início a uma votação para a escolha dos livros que serão utilizados durante o triênio na rede municipal. “O positivo desse encontro é que ocorreu de forma harmoniosa, consciente, livre e séria dada a importância do fato. A nossa secretária está pensando no hoje, em aprimorar os nossos índices, mas olhando para o amanhã”, disse Edmar Júnior.