Serra Talhada sedia seminário de saúde mental

Serra Talhada sediou, nesta quinta-feira (10), o 1º Seminário de Saúde Mental em alusão ao Dia Mundial de Saúde Mental, comemorado hoje. O evento contou com uma mesa redonda onde foi debatido o atual quadro da saúde de pessoas com transtornos mentais no município. Entre os convidados para palestrar, estavam o secretário municipal de Saúde, […]

10 de outubro de 2013 | 22:07

SEMINÁRIOSerra Talhada sediou, nesta quinta-feira (10), o 1º Seminário de Saúde Mental em alusão ao Dia Mundial de Saúde Mental, comemorado hoje. O evento contou com uma mesa redonda onde foi debatido o atual quadro da saúde de pessoas com transtornos mentais no município. Entre os convidados para palestrar, estavam o secretário municipal de Saúde, Luiz Aureliano, o promotor de Justiça, Fabiano Pessoa, médicos psiquiatra, profissionais da rede de atendimento mental da Capital do Xaxado e vereadores.

Cerca de 200 pessoas participaram das discussões, que incluiu a atuação dos próprios usuários da rede de atendimento do Caps Transtorno e Caps Álcool e Droga (Caps AD). Os Centros de Atenção Psicossocial vêm realizando um importante trabalho no cuidado à população com problemas mentais, muitos ocasionados por envolvimento com as drogas. Em sua fala, o secretário Luiz Aureliano destacou a importância da implantação dos Caps.

Para o secretário, a implantação desses centros vem ajudando a diminuir o número de internamentos em clínicas psiquiátricas, o que é considerado positivo. “Considero isso como uma ação importantíssima, pois significa humanizar esse serviço, dando chance para os próprios usuários cuidarem de si mesmo, mas sob nossa orientação e supervisão. Mas sem a necessidade de internamento, fora os casos que são verdadeiramente sérios e que necessitam de internação”, comentou.

Na ocasião, o promotor Fabiano Pessoa explanou sobre a relação da saúde mental e a criminalidade, quando em alguns dos casos que chegam à promotoria envolvem pessoas com distúrbios mentais. “É importante fortalecermos o nossa rede de cuidado e atenção até para contribuir, dessa forma, com o trabalho do Ministério Público”, comentou.

O 1º Seminário de Saúde Mental foi coordenado por Marília Remígio, responsável pelo setor de saúde mental no município. E contou ainda com a participação, nas discussões, das coordenadoras dos Caps AD e Transtorno, Michelle Menezes e Natália Epaminondas