Serra Talhada já tem faculdade de medicina

A aula magna do curso de medicina pela UPE (Universidade de Pernambuco) em Serra Talhada, no Sertão do estado, aconteceu nesta quinta-feira (14) e contou com a presença do governador Eduardo Campos, além de deputados estaduais, secretários de governo e lideranças locais. O evento foi marcada pelo clima de descontração, com o governador atuando como professor. De […]

14 de agosto de 2013 | 19:06

A aula magna do curso de medicina pela UPE (Universidade de Pernambuco) em Serra Talhada, no Sertão do estado, aconteceu nesta quinta-feira (14) e contou com a presença do governador Eduardo Campos, além de deputados estaduais, secretários de governo e lideranças locais. O evento foi marcada pelo clima de descontração, com o governador atuando como professor. De prancheta na mão, antes de abrir oficialmente a solenidade, o socialista chamou o nome dos estudantes como numa sala de aula, fazendo questão de conversar e saber a origem de cada um. “Boa parte deles são sertanejos”, disse Campos, enfatizando como um dos pontos positivos do curso.

“Muitos dos profissionais que irão se formar aqui, ficarão na terra onde nasceram e cresceram. Mesmo diante das dificuldades que virão vocês precisam se unir, se apoiar uns nos outros, pelejem, pois cada um aqui venceu uma concorrência de 51 candidatos por vaga. Temos dificuldades, mas tomamos a decisão de expandir a UPE para fazer dela, de fato, de Pernambuco”, disse Eduardo, se colocando no lugar dos estudantes. “Sei que não é fácil, mas falo como alguém que passou por muita dureza: não se entreguem e fiquem dispostos. Em tudo que se faz na vida, é preciso ter desejo e coragem”, ressaltou o governador.

Em seus discursos, tanto Eduardo Campos como o reitor da UPE, Carlos Calado, agradeceram a parceria da Prefeitura de Serra Talhada por acolher e apoiar o curso na cidade. “Estamos começando o curso na Autarquia Municipal e queremos agradecer a parceria do prefeito Luciano Duque”, disse Campos, anunciando que o prédio da UPE no município será bancado com recursos estaduais e ficará pronto em breve. “A UPE quer criar raízes no interior e, por isso, contaremos com a parceria de todos. Fomos muito bem acolhidos pela Autarquia de Serra Talhada e pelo atual governo. É assim que tem que ser, é assim que a sociedade espera”, ponderou, por sua vez, o reitor Carlos Calado.

Representando o prefeito Luciano Duque no evento, que se encontra em Brasília, a vice-prefeita Tatiana Duarte desejou boas vindas aos estudantes declarando que a cidade tem orgulho em recebê-los. “É uma grande conquista não só de vocês que passaram no vestibular, mas para o município, que tem orgulho em acolher a todos. Para os que vêm de fora, se sintam em casa, cuidaremos de vocês como filhos da terra”, disse, agradecenMEDICINA 1do ao governador Eduardo Campos pela iniciativa. No curso de medicina pela UPE na Capital do Xaxado, quatro estudantes são de Serra Talhada, sendo outros de Petrolina, Custódia, Araripina, São José do Belmonte, e dos estados de Sergipe, Bahia e Ceará.

A cidade se consolida em definitivo como mais importante pólo educacional do sertão central do Estadi.