Prefeito Inaugura programa beneficiando 300 pessoas na zona rural

O prefeito de Serra Talhada Luciano Duque inaugurou o seu primeiro programa de governo. Lançado neste final de semana, no assentamento de reforma agrária São Lourenço, na zona rural do município, o projeto “Quintal Produtivo – Canteiro de Latada” deve beneficiar, inicialmente, cerca de 300 pessoas  que moram no povoado. Ao lado secretário de Agricultura, […]

15 de abril de 2013 | 14:13

Canteiro1O prefeito de Serra Talhada Luciano Duque inaugurou o seu primeiro programa de governo. Lançado neste final de semana, no assentamento de reforma agrária São Lourenço, na zona rural do município, o projeto “Quintal Produtivo – Canteiro de Latada” deve beneficiar, inicialmente, cerca de 300 pessoas  que moram no povoado. Ao lado secretário de Agricultura, José Pereira, o gestor lançou na terra e aguou sementes simbolizando o início do projeto, que visa montar canteiros de hortas orgânicas nos quintais de cada casa na zona rural da Capital do Xaxado.

A prefeitura dará assistência técnica para cada família no trabalho de criação e acompanhamento das hortas. “Além disso, estamos doando regadores e sementes a todos eles. Nossa intenção é que cada agricultor cultive um canteiro como esse em sua propriedade”, ressaltou Duque. O objetivo é montar uma rede de hortifrúti em todos os povoados do município para que o governo compre parte da produção e comece colocá-la na merenda escolar do município. A ideia também é evitar que os agricultores se desloquem até a cidade para comprar frutas e verduras produzindo seu próprio alimento.

Além de acompanhamento técnico, a governo está doando sementes de cebolinha, alface, beterraba, couve, coentro, pepino, pimentão, abóbora e berinjela. “Em breve vamos orientá-los a plantar frutas, como laranja, goiaba, banana e acerola. Agora o nosso desafio vai ser de criar espaços para fazer esse produtos chegarem nos consumidores”, disse Luciano Duque. Ele quer incentivar a criação das hortas familiares, mas criando a possibilidade dos agricultores comercializarem parte dos alimentos.

“Por isso pretendemos montar feiras de produtos orgânicos toda semana na cidade para acolher parte da produção deles”, comentou. Duque espera que o projeto “Canteiro de Latada” se expanda de tal forma até que a produção dos agricultores de Serra seja absorvida por iniciativas de fortalecimento da agricultura familiar do governo federal, como o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e PAA (Programa de Aquisição de Alimentos). “Nós agradecemos a prefeitura por isso, mas queremos que ela não só nos ajude na manutenção dessas hortas, mas que nos garanta a compra de parte que vamos produzir”, comentou o agricultor Antônio Freire da Silva, 49 anos.

CANTEIRO DE LATADA

O projeto “Quintal Produtivo – Canteiro de Latada” aproveita os locais que já possuem poços artesianos em funcionamento. Atualmente a prefeitura contabiliza 70 na ativa ao todo. A denominação “latada” resgata um antigo dizer nordestino fazendo referência ao modo de proteção das hortaliças, que até germinarem, ficam protegidas por palhas secas de coqueiro e outras vegetações. O projeto foi bem recebido pelos moradores do assentamento São Lourenço. “Essa iniciativa é boa demais. Espero que com essa ajuda e assistência técnica que o governo vai nos dá minha produção possa subir um pouco mais”, disse a agricultora Simone Oliveira dos Santos, 27 anos.