Iniciativa da SECULT agrada alunos e professores

 O Projeto MINHA CIDADE TEM HISTÓRIA, da prefeitura de Serra Talhada, desenvolvido através da sua Secretaria de Cultura e Turismo (SECULT) começou nesta sexta-feira (18), levando alunos e professores do Colégio Municipal Cônego Torres para visitarem os principais equipamentos turísticos da cidade, entre eles o Museu do Cangaço e o Museu da Cidade, onde puderam  […]

18 de outubro de 2013 | 20:42

 O Projeto MINHA CIDADE TEM HISTÓRIA, da prefeitura de Serra Talhada, desenvolvido através da sua Secretaria de Cultura e Turismo (SECULT) começou nesta sexta-feira (18), levando alunos e professores do Colégio Municipal Cônego Torres para visitarem os principais equipamentos turísticos da cidade, entre eles o Museu do Cangaço e o Museu da Cidade, onde puderam  se aproximar da história  de personagens locais.

Segundo o professor de Educação Física, Jairton, que acompanhou os alunos na excursão promovida pela SECULT, “é um projeto de suma importância para cidade e para os alunos, pois faz um paralelo de como era nossa cidade e de como está, dando uma visão para se observar o desenvolvimento do município”.

O secretário de Cultura, Anildomá Willans, que juntamente com outros membros de sua secretaria participaram também da excursão se disse muito satisfeito com a reação dos alunos.

“É muito bom ver os olhos deles brilharem. Nossa intenção é exata,ente esta, despertar interesse e paixão pela nossa história, somente assim é que formaremos cidadãos consciente e capazes de ajudar no futuro da cidade”, declarou Anildomá.

MINHA CIDADE

Os alunos por sua vez demonstraram interesse em todos os aparelhos que visitaram, e ávidos por conhecimento concentram-se nas informações que foram repassadas pelos técnicos da Secult. “É muito legal sair da sala de aula e vir para estes locais históricos. É diferente aprender fora da sala, é mais interessante”, declarou a aluna Larissa Maria, da 5ª série, enquanto ouvia empolgada relatos em frente à igreja do Rosário, templo construído no  século XVIII e que impulsionou o desenvolvimento da cidade.

O Projeto segue com mais visitas de outras turmas de alunos até o dia 29, sempre às sextas-feiras. Os pontos visitados nesta primeira etapa são: Igreja do Rosário (Marco Zero da Cidade/Concha Acústica); Casa do Artesão; Igreja Matriz de N. S, da Penha. Museu do Cangaço e Casa da Cultura.