Em ST saudosismo marca noite do Rock na festa da Padroeira

O saudosismo tomou conta da segunda noite de shows do Polo Cultura Viva, na Festa da Padroeira de Serra Talhada, nessa sexta-feira (30). O evento, que ocorre desde 1790 e homenageia este ano a maestrina Rosa Pau-Ferro, foi tomado pela energia contagiante do rock and roll. Centenas de pessoas cantaram e se emocionaram com a […]

31 de agosto de 2013 | 18:34

O saudosismo tomou conta da segunda noite de shows do Polo Cultura Viva, na Festa da Padroeira de Serra Talhada, nessa sexta-feira (30). O evento, que ocorre desde 1790 e homenageia este ano a maestrina Rosa Pau-Ferro, foi tomado pela energia contagiante do rock and roll. Centenas de pessoas cantaram e se emocionaram com a apresentação da banda D’Gritos.

O grupo, que não havia se reunido há 20 anos, depois da morte do vocalista DGRITOS 1Ricardo Rocha, voltou aos palcos pela última vez com a gravação de uma DVD, que contou com a participação de vários convidados. A D’Gritos se destacou como um dos melhores grupos de rock do Sertão pernambucano no início da década de 90, sendo vencedor de vários festivais na região chegando a gravar alguns LPs.

Mesmo após o fim da banda, vários sucessos se perpetuaram no tempo caindo no gosto da nova geração. A apresentação dos D’Gritos foi marcada pelo intimismo e o forte cunho poético com leituras de memoriais e com os músicos recordando, ao final de cada canção, a sua relação com o vocalista Ricardo Rocha, o grande homenageado da noite, que morreu durante apresentação da banda na Festa da Padroeira em 1993.

“Este show dos D’Gritos vai ficar, para sempre, nas nossas mentes. Devemos muito a eles pela contribuição poética que nos deixaram. Eu sou contemporâneo da banda, ajudei em algumas ocasiões os garotos a viajarem para fazer shows, naquele época eu também garoto. E por isso me sinto parte desse movimento que tomou a cidade naquela época e que continua crescendo até hoje”, disse o prefeito Luciano Duque.

Após o show dos D’Gritos, subiu ao palco a banda Kaêra. Os roqueiros mantiveram acesa a chama da boa música e não decepcionaram. Apresentando canções próprias e de outros autores, o grupo deu conta do recado com um rock progressivo, cheio de solos de guitarra e potentes vocalizações. O grupo tocou sucessos também dos D’Gritos e clássicos do rock da década de 90. A segunda noite da Festa de Setembro provou que o rock nunca vai deixar de ser uma ótima pedida em qualquer ocasião.

AGENDA

 Neste sábado (31), sobe ao palco do Polo Cultura Viva, além de grupos de musicais, a companhia cearense Txai e Cia. de Dança, com o espetáculo Vida de Negro. Depois, o público poderá desfrutar da versatilidade da banda Seu José e a Cabroeira.

Dia 31 (sábado).

Txai e Cia. de Dança Espetáculo Vida de Negro (CE)

Banda Seu José e a Cabroeira

Dia 1 (domingo).

Txai e Cia. de Dança Espetáculo Alma Nordestina

Assisão

Dia 2 (segunda-feira).

Cangaceiros de Solidão

Cia. Máscara de Teatro de Bonecos Espetáculo Fabulário