Em dezembro começa a chegar médicos cubanos em Serra Talhada

O secretário de Saúde de Serra Talhada, Dr. Luiz Aureliano, informou nesta quarta-feira (20) que neste início de dezembro começa a chegar médicos cubanos, do programa “Mais Médicos” do Governo Federal para atuarem em Serra Talhada. Segundo Aureliano, em reunião que aconteceu na terça-feira (19) no Recife com o Ministério da Saúde e com a  […]

20 de novembro de 2013 | 17:12

Mais MédicoO secretário de Saúde de Serra Talhada, Dr. Luiz Aureliano, informou nesta quarta-feira (20) que neste início de dezembro começa a chegar médicos cubanos, do programa “Mais Médicos” do Governo Federal para atuarem em Serra Talhada.

Segundo Aureliano, em reunião que aconteceu na terça-feira (19) no Recife com o Ministério da Saúde e com a  Secretaria Estadual, ficou estipulado que até o próximo dia 6 de dezembro estará chegando a Capital de Xaxado o primeiro de 8 médicos cubanos que irão atuar no município.

“Acertamos que agora virá um médico, no entanto, dependendo da disponibilidade do Ministério pode ser que venha já neste início, quatro médicos, o certo é que até o final de março de 2014 serão ao todo oito médicos estrangeiros servindo à saúde dos serratalhadenses”, informou o secretário Luiz Aureliano.

Embora Serra Talhada já estivesse cadastrada para receber os médicos do programa federal, ainda não seria neste momento que seriam disponibilizados profissionais para o município,”foi muito importante a articulação do prefeito Luciano Duque junto ao Ministério da Saúde, pois conseguiu antecipar a  vinda dos mesmos”, disse Aureliano.

Os profissionais médicos chegam para atender em  tempo integral (oito horas por dia), e segundo informações do próprio prefeito, este primeiro médico a chegar irá atuar no PSF do São Cristóvão.

“Frequentemente temos nos reunido com o secretário de Saúde, Dr. Luiz Aureliano, e já temos uma política de saúde traçada para este próximo ano. Queremos todos os PSFs atendendo em tempo integral 4 dias por semana, ou seja, todos os médicos, seja os do programa “Mais Médicos”, ou os profissionais daqui mesmo, irão atuar com uma carga horária de 40 horas semanais”, disse Luciano Duque.

Para o secretário municipal, esta será a grande “virada” na saúde do município. “É determinação do prefeito: prioridade no atendimento básico e estes médicos que chegarão vão nos ajudar nisso, além de gerar uma grande economia para os cofres municipais”, finaliza Aureliano.